Nesses últimos anos, com o acelerado ritmo da globalização, suas tendências e com o grande fluxo de transações comerciais internacionais, importar produtos tornou-se algo comum no dia-a-dia dos brasileiros.

E pensando nesse tema, decidimos trazer a vocês que estão nessa jornada de importação um blog relatando a experiência de alguns importadores. E já no clima do Dia das Mulheres, convidamos 3 empreendedoras com conhecimento no assunto para relatar um pouco de suas experiências e compartilhar suas vivências com a gente. Acompanhem com a gente logo abaixo!

Nossa primeira entrevistada é a Camila, uma de nossas clientes. Separamos uma lista de 5 perguntas para que ela respondesse e contasse para nós um pouco de sua experiência.

Quais tipos de produtos você mais importa?

Camila: Os produtos que mais importo são eletrônicos (celulares, smartwatch)

Conte para nós um pouco da sua trajetória com a importação. Quando começou, como descobriu e o que você pensa em fazer daqui pra frente em relação à importação?

Camila: Comecei a importar em outubro de 2021. Na época queria comprar uma mochila importada pro meu filho, mas o valor no Brasil era muito caro. Comecei a pesquisar até que encontrei a Weget2U, e como haviam boas recomendações, decidi arriscar. Penso em continuar importando, porém apenas itens para uso próprio, ou para algum amigo.

Em sua visão, quais são os maiores benefícios que você ganha importando produtos?

Camila: O custo benefício final é muito atrativo, em alguns produtos, mesmo sendo taxado pela alfândega brasileira, continua compensando.

Recomendaria a WeGet2U como redirecionadora?

Camila: Com certeza! O site e a loja são muito fáceis de usar e há transparência da empresa com o cliente durante todo o processo de importação.

Fale um pouco sobre sua visão de si mesma, como mulher, no mercado de importação.

Camila: Acredito que toda pessoa pode importar, basta pesquisar um pouco, entender como declarar o produto e arriscar. Acho muito legal quando me procuram pedindo dicas de como importar, como funciona a importação.

Nossa segunda entrevistada foi a Gabriela Silva, cliente da WeGet2U também. Na entrevista, tomamos a liberdade de deixar a Gabriela responder conforme seguia o roteiro de perguntas, continuem a leitura de nossa conversa abaixo.

Gabriela: Eu importo só para uso próprio, não só, mas a maioria das coisas eu importo para mim mesma. Recentemente as importações que fiz foram de produtos de bebê e dos benefícios que enxerguei na importação é essa questão de ter produtos de qualidade e diferenciados com valor menor que eu pagaria aqui no Brasil.

Eu descobri pela internet mesmo como poderia ser feito o redirecionamento e comecei a fazer. Eu fui tributada em uma importação, deu um valor bem alto mas mesmo assim compensou, que foi uma cadeira de bebê.

E se eu recomendaria a WeGet2U? Sim, em alguns pontos sim e em outros não. Para produtos de grande porte, o frete da WeGet2U proporcionalmente fica mais caro, mas agora para caixas pequenas como principalmente eletrônicos eu acho que é um ótimo custo benefício, especialmente porque não tem a cobrança do imposto!

Por fim, nossa última convidada é a Jadh, uma de nossas colaboradoras. Em nossa entrevista tivemos o prestígio de ouvir a Jadh discutir sobre o processo de importação e como as questões de gênero podem interferir também no meio.

Jadh: A mulher na importação possui o importante papel de representar uma minoria, já que nos cenários comerciais do momento, o campo comercial da importação é em sua grande maioria masculina.

A importação requer uma gama de conhecimentos do importador, desde a cotação do dólar até conseguir identificar o momento propício para a realização de envios e compras no exterior. A mulher e qualquer um que pretenda investir em comércio exterior, deve estar preparado para enfrentar diversas situações, já que, neste setor comercial, o que mais ocorre é a oscilação e variações desde valores a situações.

Assim como em quase todos os cenários empresariais, a mulher sempre teve de lutar por um espaço, no cenário de importação não é muito diferente. A visibilidade, o conhecimento e a estratégia são grandes aliados a todo importador, e neste campo as mulheres têm se tornado cada vez mais visíveis, conquistando seu espaço e servindo de exemplo e alicerce às demais mulheres que se interessem por este segmento e desejam segui-lo.

Nós da WeGet2U ficamos muito contentes em poder compartilhar com vocês palavras tão valiosas! E se você quer saber mais e ficar por dentro de tudo que a WeGet2U tem de novo, fique ligado em nossas redes sociais, estamos sempre trazendo conteúdos e novidades por lá.

Instagram: www.instagram.com/weget2u/

Facebook: www.facebook.com/weget2U

Youtube: https://www.youtube.com/c/WeGet2UChannel

Nossa comunidade de importadores no Telegram:

https://t.me/joinchat/HlxCIxrJeLBhZmNh.